quinta-feira, 15 de março de 2012

MENDRO "não foi condenado à morte de vez": Emissor já tem paineis TDT a emitir

Painés radiantes de TDT no emissor do MENDRO (a meio da torre) - Oientados a Portel e Moura - Foto: José Moreira

Eis que aqui está uma boa notícia! Ou parcialmente uma boa notícia! O "famoso" Centro Emissor do Mendro, junto à Vidigueira, distrito de Beja, afinal ainda não está "condenado à morte" no dia 26 de Abril de 2012. Contrariando todas as indicações inicialmente previstas pela PT, a empresa responsável pela implementação da rede de emissores TDT em Portugal resolveu colocar paineis radiantes de Televisão Digital Terrestre. A Boa notícia é que o MENDRO não vai sucumbir de vez no que toca às emissões televisivas! A má notícia é que a potência do emissor é fraca, existindo paineis radiantes exclusivamente apontados a PORTEL e a MOURA, ou seja, a Norte e Este! Se em analógico o emissor do MENDRO cobria quase todo o Alentejo, especialmente os distritos de Beja e Évora, chegando ainda a partes do distrito de Portalegre e de Faro, no que toca a TDT não há comparações possíveis na cobertura.
Assim sendo, os paineis radiantes estão colocados a meio da velhinha torre que emite a RTP e SIC e que está no "ar" desde 1 de Dezembro de 1965. Recordamos que este é dos mais antigos e o mais potente emissor analógico do país e que ligou muitos anos via terrestre o nosso país à rede europeia da Eurovisão!
Importa explicar que o Mendro em termos de cobertura TDT só foi contemplado porque é um ponto estratégico, com 413 metros. Uma vez que Portel não tinha cobrtura, assim como em Moura e Pias era praticamente inexistente, este emissor foi instalado em especial para cobrir estas localidades. Desengane-se pois quem julgava que a potência ia ser a mesma. Ainda que não seja conhecida, é claramente fraca e deverá servir praticamente só as localidades acima mencionadas ou seja, Portel, Moura e zonas envolventes. Vidigueira e Cuba são servidas pelo emissor de Beja, o mais potente por toda a região, com 5888 Wats e o segundo mais potente do país.
É de estranhar uma repentina acção de instalação de inúmeros micro-emissores por todo o país. Será que sai mais barato à PT montar emissores do que as comparticipações que a mesma teria que dar aos utilizadores do Satélite nas zonas sombra? Fica a dúvida...

Foi também instalado recentemente um emissor TDT em Campo Maior, distrito de Portalegre.

Paineis radiantes TDT relativamente a baixa altutude na velhinha torre das emissões analógicas do MENDRO - Foto: José Moreira - TDT no Alentejo

8 comentários:

  1. Muito mal aproveitado o Emissor do Mendro!! Era uma grande opurtunidade de fazer um emissor ao estilo de Montanchez (na extremadura espanhola) Assim muito provavelmente não eram necessários tantos micro-repetidores!

    ResponderEliminar
  2. Caro Eduardo, infelizmente é a realidade que temos no nosso país! Optaram por construir uma rede SFN ou seja - Single Frequency Network, rede de frequência única, em vez de terem optado por uma rede MFN - Multi Frequency Networq, ou seja com várias frequências. Ao termos uma rede SFN que emite num único canal e frequência para todo o país, os respectivos emissores têm que respeitar um intervalo de guarda e não poderão sobrepor-se entre si, era o mesmo que termos três rádios na mesma frequência a emitir na mesma região, iriam existir interferências e não se ouvia nenhuma das emissões em condições por exemplo. Já numa rede MFN que é o caso da rede espanhola, as frequências utilizadas por todo o país são diferentes o que permite ter emissores bem localizados e com potências de emissão bastante elevadas e aceitáveis para cobrir vastas extensões territoriais. Por exemplo, o Multiplexer da TVE em Montachez é num canal, em Almonaster La Real é outra, em Fregenal de la Sierraé outra... é por isso que nós em Portugal recebemos por vezes canais espanhóis repetidos porque os conseguimos receber de diferentes emissores e com frequências distintas. Em Portugal optou-se pela solução errada, ou seja rede SFN o que impede potentes emissores de estarem no AR e faz com que surgam por aí pequenos emissores de baixa potência para cobrir o país. Se se tivesse optado por uma rede MFN, o Mendro, a Fóia, Monsanto e os outros emissores talvez fossem suficientes para cobrir todo o país de forma condigna, ainda que se tivesse que optar por colicar gap-filles em alguns locais para colmatar falhas, situação essa que acontecia com as emissões analógicas. Existiam mais de 20 emissores principais localizados no alto das serras o que fazia com que a maioria do território fosse bem coberto e depois estavam pequenos retransmissores instalados para cobrir zonas sombra e que recebiam o sinal dos emissores principais. Todos funcionavam em frequências únicas... mas com a história do dividendo digital, a ganância dos milhões das grandes operadores, PT, Vodafone e Optimus e a nova geração móvel 4G, tiveram que libertar espectro radioelectrico para usufruto desses senhores, daí terem optado por uma rede SFN que só tras problemas de cobertura.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nota: Os emissores analógicos e retransmissores funcionavam em MFN e cada um tinha as suas frequências para as zonas onde emitiam, por isso por vezes captávamos mais do que um emissor analógico em casa, o mesmo acontece com a rede dgital espanhola que é em MFN. Em SFN é impossível... má escolha por todos os motivos!

      Eliminar
  3. Consegue-me dizer qual será a antena mais adequada para moura? a logaritmica? ou aquela tipo televés amarela? Muito obrigado.

    ResponderEliminar
  4. Então, eu em Moura par apanhar a televisão portuguesa em TDT posso apontar a antena para Serpa, para o Mendro ou para Reguengos?

    E para apanhar a TVE, se me souberem dar a resposta, para onde devo apontar a antena?

    AM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas,em Moura podes apontar para dois emissores: o de Beja ou o emissor do Mendro sendo que eu recomendo apontar para o Mendro que fica mais perto que o de Beja, quanto ao emissor de Serpa nem sequer chega cá (pois eu já tentei apontar a antena para lá)
      o de Reguengos é que não tenho conhecimento.

      Para apanhar a TVE acho que a antena é apontada para o mesmo sitio que as mesmas antena analógicas.

      Eliminar
  5. ESTOU EM PIAS E A TDT ESTA SEMPRE A FALHAR
    TENHO A ANTENA APONTADA PARA SERPA
    SERA QUE ESTA BEM?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema da localidade de Pias, foi desde o início, um grave problema, tente orientá-la para o Mendro. Se não funcionar, obrigue a PT dar o kit DTH, por satélite.

      Eliminar